Santo Tirso já esterilizou mais de 500 gatos de rua este ano

Desde o início do ano, a Câmara Municipal de Santo Tirso já esterilizou 510 gatos de rua. Um investimento de cerca de 15 mil euros, realizado ao abrigo do Programa CED – Capturar, Esterilizar e Devolver, que permitiu a esterilização de 321 gatas e 189 gatos.

“Este é, de facto, um investimento muito importante, que garante não só o controlo da reprodução destes animais, como a salvaguarda da saúde pública”, assume o presidente da Câmara Municipal de Santo Tirso, Alberto Costa. Em causa está a aposta na esterilização de gatos errantes, cujo investimento, só em 2021, ascende aos 15 mil euros, suportado inteiramente pelo orçamento municipal.

Inseridas no Programa CED, as esterilizações são feitas mediante a captura dos animais nas próprias colónias, sendo, posteriormente, devolvidos ao mesmo local.

“A verdade é que a presença de gatos em colónias controladas é muito importante para a cidade porque evita a propagação de algumas pragas, ratos e outros animais que, reproduzindo-se de forma descontrolada, acabam por trazer problemas de salubridade”, continua.

O concelho tem, de momento, mais de 30 colónias identificadas, cada uma delas com um responsável pela monitorização dos animais e pela sua alimentação.

Quando é sinalizada uma colónia, os animais são recolhidos, esterilizados, e é-lhes colocado um chip em nome do Município. “Os animais vivem, depois, de forma livre, mas a colónia não irá aumentar”, explica Alberto Costa, sublinhando que “o facto de haver uma pessoa responsável pela alimentação é também muito importante, já que garante um maior controlo e evita que haja comida espalhada, o que leva muitas vezes à proliferação de insetos e outros animais”.

Com um total de 321 gatas e 189 gatos esterilizados desde janeiro, o Município tem apostado em políticas que garantam não só o controlo da população de felinos, como a sua saúde e bem-estar.

Recorde-se que já em 2020 Santo Tirso foi o município do País com maior investimento em esterilização de animais, entre um total de 150 municípios que aderiram à campanha promovida pela Direção-Geral de Alimentação Veterinária (DGAV), esterilizando, à data, um total de 423 animais.

“O que nós pretendemos é, por um lado, diminuir o número de animais a circular nas ruas sem controlo e a reproduzir-se constantemente e, por outro, fomentar a adoção e sensibilizar a população para a importância de encarar a esterilização como algo necessário e prioritário”, conclui.