A desparasitação dos animais de companhia é fundamental durante todo o ano

A desparasitação regular dos animais de companhia durante todo o ano é fundamental para a manutenção da sua saúde e bem-estar.

Para além do incómodo que representam para o animal, as infestações parasitárias por pulgas e carraças, bem como por certos insetos voadores (como mosquitos e flebótomos) podem provocar dermatite, comichão e a queda de pelo.

Em algumas situações, os parasitas são agentes de transmissão de doenças com graves consequências para o animal, com manifestações desde a febre a lesões na pele, anemia e/ou problemas de coagulação e hemorragias internas, insuficiência renal e/ou hepática, entre outros problemas de difícil e demorada resolução.

A desparasitação externa regular permite evitar esses problemas e reduzir muitíssimo o risco de doenças transmitidas por carraças, moscas, mosquitos e flebótomos.

Como exemplo, nas habitações onde existam cães e gatos, o tratamento regular dos animais de companhia durante todo o ano permite impedir o desenvolvimento do ciclo de vida das pulgas, através da eliminação de ovos, larvas e casulos nas habitações (que de outra forma se iriam desenvolver transformando-se em pulgas adultas que em seguida iriam atacar o seu animal de companhia).

Nenhum local está livre de parasitas, pelo que os animais, depois dos seus passeios, poderão transportar parasitas preparados para invadir a sua casa.

Uma vez instalados no lar, as carpetes, tapetes e camas dos animais são os locais ideais para o desenvolvimento de pulgas, a partir de onde irão eclodir em busca da sua primeira refeição.

De forma a proteger o seu animal de estimação e garantir que não há parasitas a multiplicarem-se pela sua casa, damos quatro conselhos para fazer em casa:

1. Aspire regularmente a sua casa, especialmente por baixo das mobílias (onde as larvas de pulgas se escondem da luz) e nos locais onde o animal passa mais tempo;

2. Lave a cama do companheiro de quatro patas a 60ºC e também a sua, caso este durma na sua cama;

3. Escove frequentemente o pelo do seu cão ou gato, desta forma pode detetar sinais de parasitas (as fezes das pulgas no pelo são o primeiro sinal de uma infestação);

4. Desparasite o seu animal durante todo o ano, para evitar infestações inesperadas.

Todos estes cuidados não protegem apenas os animais, mas também a saúde de todos os membros da família. Quando uma casa fica infestada, pode levar até três meses para controlar e interromper o ciclo de reprodução dos parasitas.

A utilização durante todo o ano de antiparasitários é de máxima importância para a prevenção e controlo de parasitas no animal de estimação, protegendo a saúde e bem-estar do mesmo.