EUA | Laboratório do governo termina as experiências com gatos

O White Coat Waste Project (WCW), uma organização sem fins lucrativos, divulgou um relatório que dá conhecimento da compra de centenas de cães e gatos para serem usados como alimento de gatos saudáveis em pesquisas no laboratório do Departamento de Agricultura dos EUA (USDA), em Maryland.

Após mais de 30 anos de experiências em gatos, a divulgação deste relatório colocou um fim neste programa e a USDA anunciou o fim das experiências em gatos e colocou para adoção os últimos 14 gatos do seu laboratório.

Estas notícias surgem depois da WCW divulgar o relatório que expunha as experiências com canibalismo do USDA, que usava cães e gatos comprados em mercados de carne na China para alimentar gatos saudáveis. Outras experiências incluiam alimentar gatos com restos de cães.

De acordo com o USDA as experiências tinham como objetivo estudar diferentes formas de um parasita que causa a toxoplasmose.

O USDA criava gatos nas suas instalações desde 1982, alimentando-os com carne crua para os infectar com T. Gondii. Os cientistas recolhiam os parasitas das suas fezes durante duas a três semanas, sendo depois eutanizados e incinerados. Eram usados gatos porque são o único animal hospedeiro que produz ovos do parasita.

De acordo com os Centers for Disease Control and Prevention a toxoplasmose é uma das principais causas de morte por doenças transmitidas por alimentos nos EUA.