A sua casa é gateira? Consiga um ambiente mais “cat friendly”

Continuando com o tema – A sua casa é gateira? – no último artigo demos algumas dicas sobre como enriquecer o ambiente em casa para o gato, pois este é um caçador exímio. Neste artigo vamos falar de cuidados básicos que tornam o ambiente de casa mais “cat friendly”.

Organização do território
O gato tem quatro áreas distintas. A zona onde caça, a zona onde descansa, a zona onde brinca e a zona onde “elimina”, ou seja, onde urina e defeca.
A zona de eliminação deve estar fisicamente distante da zona de caça. Isto na prática significa ter a caixa de areia longe do comedouro e do bebedouro, de preferência em divisões diferentes.

Tenha mais uma caixa de areia que o número de gatos que tem
A eliminação inapropriada é um dos motivos mais frequentes da ida ao veterinário. Para um animal tão territorial é antinatural não poder ser ele a escolher a sua zona de eliminação de acordo com a sua organização de território.
É muito importante ter pelo menos duas caixas de areia para o seu gato, em locais diferentes.
Se tem uma casa com várias divisões e mais do que um piso deverá mesmo ter mais caixas.
Em casas com vários gatos esta questão do número de caixas de areia é especialmente relevante. Mesmo que depois verifique que os seus gatos vão indiscriminadamente a todas as caixas, é muito importante terem essa opção.

Ainda sobre a caixa de areia:
» As caixas devem estar em locais longe de ruídos.
» As portas das casas de banho devem ser retiradas.
» O tipo de caixa deve ser adaptado ao seu gato. Por exemplo, um gato bebé ou um gato idoso com dificuldades motoras não pode ter uma caixa muito alta.
» Manter a caixa de areia limpa é essencial para o bem-estar do seu gato.
» Evite areias perfumadas, pois não é o facto de ser perfumada que evita os maus cheiros e esse aroma pode irritar o seu gato.
» O revestimento com um saco de plástico pode ser incomodativo para alguns gatos.

Disponha de um comedouro por gato
Lembre-se que o seu gato é um caçador solitário e, como tal, aprecia poder comer (caçar) sem ser importunado ou mesmo observado.

Tenha vários pontos de água espalhados pela casa
É muito importante estimular a ingestão de água nos gatos. Prefira bebedouros de porcelana ou melamina. Uma das mudanças que pode já começar a fazer é separar a zona onde coloca a comida da zona onde tem o bebedouro. Os gatos não gostam de beber na zona onde caçam.
Troque a água das taças duas vezes por dia e mantenha o nível de água alto para que o gato não tenha de se baixar muito para beber água. Arranje uma fonte para que tenha sempre água corrente e, neste caso, mantenha os filtros sempre limpos.

Utilize comedouros e bebedouros “amigos dos bigodes”
Os bigodes são pelos modificados muito sensíveis e torna-se incomodativo para o gato estar sempre a bater com os bigodes nas laterais das taças. Esta atenção é particularmente importante em gatos com o focinho mais achatado como os Persas.

Entender a natureza do gato e respeitar sua forma de interagir com o ambiente é a maior demonstração de afeto que pode dar ao seu gato. Com certeza ele vai retribuir, à sua maneira e quando ele quiser!

Boas mudanças aí por casa, cheias de bons momentos felinos.

Por: Maria João Dinis da Fonseca
Artigo gentilmente cedido pelo Grupo Hospital do Gato

PUBLICIDADE